Regular

Novas práticas em pesquisa sobre a linguagem: rompendo fronteiras

“Reúnem-se, nesta obra, resultados de investigações de linguistas brasileiros e estrangeiros sobre o tema “Novas práticas em pesquisas sobre linguagem:

Quick View

Estágio supervisionado: prática simbólica e experiência inaugural da docência

Durante a realização dos estágios, as ações e a experiência na sala de aula ultrapassam a condição de atividade acadêmica

Quick View

Projeto Açaí: uma contribuição à formação dos professores indígenas no estado de Rondônia

A educação escolar indígena e a formação de professores indígenas estão em pauta na obra Projeto Açaí: uma contribuição à

Quick View

Tempo e Saberes: a constituição do professor experiente em Matemática

Intrigantemente esta obra trabalha com duas categorias – Tempo e saberes – numa tentativa de estudar as razões a que

Quick View

Mídia-educação, cidadania hídrica e letramento mediado por tecnologias

O livro “Mídia-educação, cidadania hídrica e letramento hídrico mediado por tecnologias” inclui-se entre os resultados do projeto “Cidadania hídrica e

Quick View

Semiótica e Comunicação: estudos sobre textos sincréticos

A semiótica francesa, originária dos princípios estruturalistas e sistematizada a partir dos trabalhos de A. J. Greimas, é erroneamente encarada

Quick View

A interdisciplinaridade e a especificidade linguística: teorias e práticas

Os capítulos que constituem este livro retomam conferências realizadas durante o III e IV Seminários de Linguística da UNESP (SELIN),

Quick View

Léxico em Cena: contribuições para os estudos lexicais

Este volume de nº 28 da Série Trilhas Linguísticas, uma publicação do Programa de Pós-graduação em Linguística e Língua Portuguesa

Quick View

Léxico e suas Interfaces: descrição, reflexão e ensino

Léxico e suas Interfaces: descrição, reflexão e ensino” é uma coletânea de artigos apresentados no I CINELI – Congresso Internacional

Quick View

Estado e mercado no Brasil contemporâneo: a produção de sentidos, a produção de alianças

O livro reúne artigos de alunos do mestrado e do doutorado da disciplina Sociologia Econômica, do Programa de Pós-Graduação em

Quick View

1964 – 2014: Golpe Militar, História, Memória e Direitos Humanos

O ano de 2014 ficou marcado pela rememoração do período da ditadura civil-militar no Brasil, ocorrida de 1964 a 1985.

Quick View

Livros

Colinho meu

A família é imprescindível para o bom desenvolvimento dos bebês. As interações entre a criança pequena e os adultos influenciam diretamente no desenvolvimento neural, desde a primeira infância e isto definirá toda formação das habilidades subsequentes. “Colinho meu” é uma história infantil com ilustrações de um bebê e suas necessidades de acolhimento no primeiro ano de vida, abordando a importância do colo com muita graça e leveza. O foco desta obra reside na promoção do desenvolvimento da primeiríssima infância por meio de uma ferramenta essencial para as interações familiar/cuidador-bebê: o colo! São apresentados cores e elementos visuais representativos das estações do ano, alguns animais e suas onomatopeias e breves poesias, para ilustrar a importância do colo para situações que os bebês passam diariamente, como até a própria troca de estações! Além disso, aborda as diferentes estruturas familiares e a importância do colo ser dado por outras pessoas, além da mãe.

Quick View

A morte e suas múltiplas faces

A proposta de elaboração da presente coletânea deu-se em meados de 2019, quando ninguém imaginava que uma pandemia estava prestes a começar. Infelizmente, a crise sanitária mundial iniciada nos finais daquele ano alçou o tema da morte a uma questão de debate coletivo, retirando-o da semipenumbra que, comodamente, lhe foi lançada após a Segunda Guerra Mundial. Silenciar sobre a morte é uma forma de contenção dos medos individuais e coletivos sobre o fim da vida, e, quando ela ocorre em grande número, a regra é reduzi-la a índices quantitativos.

No primeiro ano de reinado da Covid-19, a mídia empenhou-se em veicular diariamente o número de vítimas fatais, conferindo destaque apenas à biografia dos personagens de destaque público que haviam falecido. Em oposição solitária a esta tendência, a página virtual no Facebook “Memorial das vítimas do Coronavírus no Brasil” dedicou-se a esboçar elementos da trajetória de vidas que se extinguiram e que não contavam com projeção social, encerrando cada um dos obituários publicados com uma afirmação simples e ao mesmo tempo reveladora: “Não são apenas números!”. Somente em 2021 é que alguns jornais passaram a dedicar algum espaço para se reportar às mortes de indivíduos anônimos, assumindo – mesmo com reticências – que a morte é um evento corriqueiro e que ganha proporções amedrontadoras em momentos de crise sanitária.

O livro conta ao todo com 15 capítulos, divididos em duas partes: Parte I: “Leituras da morte na filosofia, na história e na arte”, com oito textos; e Parte II: “Leituras da morte no audiovisual e na comunicação”, com outros sete textos. A partir destes textos, esperamos que a coletânea contribua para a multiplicação das discussões sobre a morte e seu tema correlato, o medo do fim da vida. Isto porque, apesar de ambos os assuntos já terem disso consagrados pelos pesquisadores internacionais, no Brasil ainda não foram suficientemente contemplados como objetos de pesquisa. Falar sobre a morte no pretérito e no tempo presente é também um passo para se assumir a nossa própria humanidade e, consequentemente, da humanidade do outro.

Quick View

Comunicação, contradições narrativas e desinformação em contextos contemporâneos

Nos anos finais desta década, todo um novo vocabulário passou a ocupar as ciências sociais aplicadas, bem como a sociologia, a ciência política, a antropologia, a história, a filosofia, as ciências jurídicas e da informação. Pós-verdade, fake news, notícias fraudulentas, desinformação, ciberdemocracia, são alguns dos termos que compõem esse novo léxico, o qual está estreitamente implicado com a nova arquitetura informacional proporcionada pelas redes sociais digitais. Vivemos cenários marcados pela radicalização política violenta, a contradição de narrativas, o discurso do ódio contra grupos minorizados, a desqualificação do discurso científico e as relações de poder imbricadas nesses processos comunicacionais que desafiam a própria a ciência, especialmente em um momento em que (paradoxalmente) se buscam respostas científicas para os problemas mais urgentes do nosso tempo. Nesse contexto contemporâneo agravado pela pandemia global de Covid-19, sem precedentes na história humana, se intensifica o debate sobre a responsabilidade das instituições públicas e privadas, além dos atores da sociedade civil organizada em relação à produção de conteúdo comunicacional e à qualidade da informação frente às reais necessidades e demandas de interesse coletivo.

Quick View

Temas Fundamentais de Direito e Bioética – volume II

A bioética tem sido, cada vez mais, ferramenta essencial para a análise dos problemas da sociedade contemporânea, realidade escancarada nos últimos tempos, por exemplo, em decorrência da maior tragédia epidemiológica dos últimos 100 anos.

A presente obra busca analisar inúmeros dilemas sob o ponto de vista da bioética e sua inter-relação com o direito, seja sob o ponto de vista dos direitos humanos, seja sob o ponto de vista do direito à saúde.

Dentre os assuntos abordados estão temas como metodologia científica, ética em pesquisa, direitos indígenas, discriminação genética, transhumanismo, direitos das pessoas com deficiência, identidade de gênero, direitos dos animais, biopolítica, mistanásia e reprodução humana. Há, além disso, a abordagem de temas tratados, recentemente, por tribunais, tais como: vacinação obrigatória, violência obstétrica e judicialização da saúde.

Espera-se que a presente obra contribua como um respiro de continuidade para o aprimoramento da discussão acerca do direito sob o ponto de vista bioético com fins de, cada vez mais, levar os direitos a sério.

Quick View

Cadernos de Docência na Educação Básica VIII – Tendências e inovações educacionais

O livro está situado no contexto da pandemia de Covid-19 e seus capítulos foram escritos na condição de isolamento social e o fechamento das escolas. Essa condição motivou uma série de ações e aprendizados no sentido da reinvenção das práticas pedagógicas. Pensando desse modo, essa obra realiza uma reflexão aprofundada sobre as práticas pedagógicas cuja tendência crescente para uma revisita de formas mais ativas de ensino e aprendizagem parece ter tomado conteúdo e forma delineados em decorrência da urgência e emergência dos dias. Ora, como a educação demanda um tempo para além das urgências, muitas mudanças seguem sendo objeto de reflexão. Assim, desde a sala de aula invertida até a condição de uma gestão educacional atenta às expectativas, os pares e leitores poderão conhecer relevantes vivências analisadas desde a mirada para a Educação Infantil e as crianças desse tempo, o ensino fundamental em seus processos de letramento, o ensino médio com suas especificidades e movimentos para um protagonismo juvenil ou, ainda, as modalidades. Dentre as modalidades, a educação especial figura de modo relevante e implica outras mudanças em termos de métodos e práticas educacionais que estão descritos e, certamente, conduzirão a outras reflexões. Assim, a leitura se mostra necessária por apresentar plausibilidade e viabilidade para todos aqueles que pavimentam, cotidianamente, o caminho para uma educação pública com a qualidade que esse tempo requer e demandará de todos.

Quick View

Tecnologia social e reforma agrária popular – Volume 1

“O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) fez seu primeiro congresso em 1985. Entretanto, foram necessários onze anos e uma tragédia – o Massacre de Eldorado do Carajás, matança levada a cabo pela Polícia Militar do estado do Pará – para que o movimento recebesse o reconhecimento da opinião pública do Brasil e de vários países. Amarga ironia: o trabalho e a caminhada iniciados em meados da década de 1980 só passaram a chamar a atenção depois do horror. Os grandes conglomerados de meios de comunicação continuam, cada um à sua maneira, a ignorar os avanços e as conquistas – muitas delas formidáveis – do MST. Mas seus integrantes e aqueles que usufruem da produção do MST sabem reconhecer e respeitar a história e a jornada do movimento. Os avanços, aliás, vão muito além do trabalho agrícola; eles se estendem também para o mundo do conhecimento, para descobrir e espalhar novos saberes. E é disso que os três volumes deste Tecnologia social e reforma agrária popular tratam. Leitura, pois, urgente e imprescindível.” (por Eric Nepomuceno, jornalista e escritor)

Quick View

Revisitando MacBride – Utopias e distopias

O Relatório MacBride, publicado pela Unesco em 1980, é um marco do desenvolvimento da comunicação em níveis regional, nacional e global. Mas raramente é percebida a sua influência sobre os estudos da área, que pode ir desde a delimitação do objeto de pesquisa até a estimativa de resultados esperados, passando pela definição do corpus. Após 40 anos de sua aparição, o pensamento acadêmico se lançou à tarefa de retomar a apreciação de seu legado. Este livro se situa na esteira desse esforço de reconhecimento histórico da importância do documento, oferecendo abordagens integradas em duas seções: “Contextos e atualidades” e “Cenários aplicados”.

Quick View

Programa Ciência sem Fronteiras: idealização, desenvolvimento e resultados

Partindo de dados quantitativos e qualitativos, este estudo apresenta diversos aspectos do Ciência sem Fronteiras, criado em 2011 pelo governo federal com o intuito de fomentar a internacionalização da educação superior no Brasil. A abrangente análise evidencia que são inegáveis os ganhos da iniciativa para os diferentes atores envolvidos no processo, porém também traz à tona controvérsias oriundas de problemas em sua concepção e implantação, indicando os caminhos a serem seguidos em empreendimentos futuros focados na mobilidade estudantil.

Quick View

Altas Habilidades – Saúde, Desporto e Sociedade Vol. 2

Coletânea de 11 capítulos sobre altas habilidades/superdotação escritos por profissionais e docentes/pesquisadores das áreas da educação, psicologia, neurociências, esportes, direito e sociologia. Os autores são do Brasil, de Portugal e de outros países, escrevendo em português, espanhol, francês e inglês.

A obra tem a chancela da Cátedra Unesco de Juventude, Educação e Sociedade, além do apoio do Centro de Investigação Desenvolvimento e Inovação do Instituto de Estudos Superiores de Fafe, Portugal, da Fundação INATEL, Portugal, do Instituto Superior Politécnico de Benguela, Angola, e do Laboratório de Tecnologias para o Desenvolvimento e Inclusão de Pessoas (LaTeDIP) da Faculdade de Ciências da Unesp, câmpus Bauru.

Quick View

Altas Habilidades – Saúde, Desporto e Sociedade Vol. 1

Coletânea de 12 capítulos sobre altas habilidades/superdotação escritos por profissionais e docentes/pesquisadores das áreas da educação, psicologia, neurociências, esportes, direito e sociologia. Os autores são do Brasil, de Portugal e de outros países, escrevendo em português, espanhol, francês e inglês.

A obra tem a chancela da Cátedra Unesco de Juventude, Educação e Sociedade, além do apoio do Centro de Investigação Desenvolvimento e Inovação do Instituto de Estudos Superiores de Fafe, Portugal, da Fundação INATEL, Portugal, do Instituto Superior Politécnico de Benguela, Angola, e do Laboratório de Tecnologias para o Desenvolvimento e Inclusão de Pessoas (LaTeDIP) da Faculdade de Ciências da Unesp, câmpus Bauru.

Quick View

Cenários Pós-pandemia

Esta obra coletiva tem o objetivo de refletir sobre as tendências, perspectivas e desafios no contexto do pós-pandemia, aludindo sobre questões as quais, direta e indiretamente, serão afetadas por tal conjuntura. Para tanto, buscou-se estabelecer uma firme abordagem interdisciplinar no âmbito de uma visão o quanto mais alargada dos diversos territórios sob influência de tal processo, na perspectiva de se imaginar outros mundos possíveis. São, no total, doze textos que abordam temas os mais diversos, mas centrados, na sua maioria, no debate sobre possíveis cenários pós-pandemia da Covid-19. Além disso, tais contribuições estão situadas em contextos nacionais ou infranacionais do Sul Global. A exceção fica por conta de dois escritos que aportam questões relativas à pandemia em contextos de países europeus, fundamentais por permitirem ao leitor lançar olhares para outros territórios.

Quick View

Internet e Saúde no Brasil

A Internet e os dispositivos móveis estão cada vez mais presentes em diferentes aspectos de nosso dia a dia. Sua popularização apresenta novos desafios para profissionais de saúde, pacientes e cuidadores, bem como cria novas possibilidades para todos. As informações de saúde podem contribuir para a adesão ao tratamento, a autonomia dos sujeitos e a redução dos custos e do tempo no atendimento. Está cada vez mais difícil pensar em um cenário em que a saúde prescinda das Tecnologias de Informação e Comunicação em suas rotinas, ações e estratégias. Este livro é a versão em português do livro The Internet and Health in Brazil: Challenges and Trends, publicado em inglês em 2019 pela Editora Springer. Ele analisa como esse fenômeno social está transformando práticas e percepções de saúde no Brasil. Ele foi escrito de forma direta e compreensível para profissionais, pesquisadores, estudantes de comunicação e saúde, bem como para stakeholders e demais interessados em entender melhor as tendências e os diferentes desafios relacionados ao fenômeno social da internet em saúde. Ele está dividido em cinco partes, com um total de 22 capítulos e uma introdução. Eles oferecem uma visão atual sobre as experiências do Brasil com a Internet e analisam as tendências e os desafios existentes em sua relação com a saúde. Os autores são professores e pesquisadores de instituições acadêmicas brasileiras de excelência, de diferentes regiões do país.

Quick View