Tecnologia social e reforma agrária popular – Volume 1

“O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) fez seu primeiro congresso em 1985. Entretanto, foram necessários onze anos e uma tragédia – o Massacre de Eldorado do Carajás, matança levada a cabo pela Polícia Militar do estado do Pará – para que o movimento recebesse o reconhecimento da opinião pública do Brasil e de vários países. Amarga ironia: o trabalho e a caminhada iniciados em meados da década de 1980 só passaram a chamar a atenção depois do horror. Os grandes conglomerados de meios de comunicação continuam, cada um à sua maneira, a ignorar os avanços e as conquistas – muitas delas formidáveis – do MST. Mas seus integrantes e aqueles que usufruem da produção do MST sabem reconhecer e respeitar a história e a jornada do movimento. Os avanços, aliás, vão muito além do trabalho agrícola; eles se estendem também para o mundo do conhecimento, para descobrir e espalhar novos saberes. E é disso que os três volumes deste Tecnologia social e reforma agrária popular tratam. Leitura, pois, urgente e imprescindível.” (por Eric Nepomuceno, jornalista e escritor)

Ano

número de páginas

ISBN

Formatos

Autor

Davis Gruber Sansolo,

Felipe Addor