Socióloga pesquisa etnicidade e separatismo na cultura gaúcha

A partir do estudo de caso do estado do Rio Grande do Sul e do Movimento Separatista Sulino, muito marcante na década de 90, a socióloga Caroline Kraus Luvizotto analisa detidamente os conceitos de etnicidade e separatismo na contemporaneidade. O resultado está agora publicado em Cultura gaúcha e separatismo no Rio Grande do Sul, lançamento do selo Cultura Acadêmica, em que a autora busca compreender como a etnicidade e o separatismo interagem no contexto do movimento que pretende emancipar o Rio Grande do Sul do resto do Brasil. Além de ampla pesquisa bibliográfica e de pesquisa de campo realizada em diversas cidades do estado, a autora dedica especial atenção ao estudo dos documentos do próprio movimento separatista procurando ilustrar o pensamento e o ideário separatista em questão. A obra oferece a perspectiva de que o regionalismo sul-rio-grandense e suas expressões têm bases em tradições e em conhecimentos obtidos pela convivência de diferentes grupos que contribuíram na formação histórica e cultural do sul do país e na construção de uma identidade comum, somados aos elementos históricos e sociológicos. Estrategicamente o livro reconstrói alguns aspectos da história do Rio Grande do Sul e demonstra a configuração do processo de formação de um ideal separatista que, mesmo não sendo apoiado por todos, é representativo no Brasil de uma tendência mundial, frente a todo processo de globalização e do afloramento e fortalecimento de identidades específicas. Sobre a autora – Caroline Kraus Luvizotto é doutoranda do Programa de Pós- Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia e Ciências, da Unesp, câmpus de Marília. Mestre em Ciências Sociais (2003) e bacharel em Ciências Sociais (2000) pela mesma universidade. Atua como docente nos cursos de Pós-graduação Lato Sensu do Centro Universitário Eurípedes de Marília (Univem) e das Faculdades Integradas de Itararé (Fafit/Facic).

Dermatologia ganha seu primeiro dicionário produzido a partir de modelos linguísticos

8 de novembro de 2017

Análise sobre processo educativos para trabalhadores da Saúde desvenda as particularidades do SUS

8 de novembro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *