Modelo identifica grau de transparência e interatividade dos sites de prefeituras brasileiras

Boa parte das queixas dos brasileiros em relação à qualidade de serviços públicos deve-se, sobretudo, à distância – imposta, na maior parte das vezes, pela burocracia – que separa o cidadão do processo de administração pública. Em Tecnologia e gestão pública municipal: mensuração da interação com a sociedade, lançamento do selo Cultura Acadêmica, Ricardo César Gonçalves Sant’Ana disserta sobre como as novas ferramentas tecnológicas podem aproximar gestor público e cidadão, criando dessa forma governos transparentes e, consequentemente, mais justos. De acordo com o autor, as redes sociais, comunidades virtuais e outros recursos da Web 2.0 facilitariam a compreensão das decisões tomadas pelos administradores públicos e permitiriam questionamentos e cobranças acerca destas. Além de estudar o potencial democrático das novas tecnologias na relação entre gestões e instituições externas, Tecnologia e gestão pública municipal procura mostrar como essas ferramentas podem ampliar a comunicação entre os envolvidos no próprio processo de administração (uso interno das Tecnologias de Informação). Mais do que isso: como o próprio subtítulo indica, a obra tenciona mensurar essa interação entre órgãos públicos – no caso, municipais – e civis, de modo que a ideia de esfera pública transparente deixe de ser utópica e se torne concreta, palpável. O fato de a obra trazer todos estes estudos para o âmbito municipal também é algo que merece ser destacado, visto que mostra uma preocupação do autor em fazer uma análise detalhada e microscópica, diferente de especulações generalistas. O modelo elaborado de mensuração do nível de utilização das novas tecnologias para interação com usuários foi aplicado na análise de sites de 29 prefeituras brasileiras de pequeno, médio e grande portes. Em Tecnologia e gestão pública municipal, a tecnologia é vista como ferramenta para o aperfeiçoamento da democracia e ampliação da cidadania. Sobre o autor – Ricardo César Gonçalves Sant’Ana é graduado em Matemática pela Universidade de Marília (1993), mestre e doutor em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2002 e 2008, respectivamente). Atualmente, é professor titular e coordenador de curso da Faccat – Faculdade de Ciências Contábeis e Administração de Tupã e professor assistente da Unesp, campus de Marília. Tem experiência na área de Ciência da Computação e atua, principalmente, nas áreas de Gestão de Indicadores, Ciência da Informação, Análise de Sistemas e Administração Pública Municipal.

Dermatologia ganha seu primeiro dicionário produzido a partir de modelos linguísticos

8 de novembro de 2017

Análise sobre processo educativos para trabalhadores da Saúde desvenda as particularidades do SUS

8 de novembro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *