Estudo analisa processos de aprendizagem e condições de ensino para crianças

A diversidade de enfoques oferecida por Aprendizagem e desenvolvimento humano: avaliações e intervenções, lançamento do selo Cultura Acadêmica, mostra a amplitude das pesquisas que foram desenvolvidas em torno do tema referente à avaliação de processos de aprendizagem e planejamento de condições de ensino para crianças, contribuindo para o progresso da área que ainda é pouco desenvolvida na Psicologia. Organizado pela psicóloga Tânia do Valle, a obra analisa nos capítulos iniciais o comportamento para a Educação no campo da formação de professores e, em seguida, fornece grandes contribuições para a área de Desenvolvimento Humano, abordando temas voltados para pré-escolares até a idade adulta, como pais e professores. Nos capítulos que tratam da aprendizagem infantil, vários temas são discutidos, como treino de habilidades sociais e mudanças de desempenho, repertório socialmente habilidoso entre meninos e meninas e a importância do comportamento verbal e não verbal como favoráveis ao desenvolvimento humano. Os adolescentes também são estudados em Aprendizagem e desenvolvimento humano, sendo discutidos os conceitos de família e o grau de satisfação deles em relação a elas, seja na zona rural como na zona urbana. Quanto aos adultos, são investiga os estereótipos sexuais contidos nos discursos das mães e o que elas têm a dizer sobre a educação de seus filhos com relação à importância do diálogo familiar, relacionamento conjugal e entre pais e filhos, mostrando o quanto essas informações ajudam a avaliar as percepções de crianças e mães sobre as relações familiares. Embasado em tratamentos metodológicos atualizados, esse trabalho discute questões relevantes sobre processos de desenvolvimento humano em face dos avanços da pesquisa cientifica, contribuindo para o desenvolvimento da área que continua a ser desafiadora e básica para a Psicologia. Sobre a organizadora – Licenciada em Psicologia (1975) e graduada em Formação de Psicólogos (1976) pela Fundação Educacional de Bauru, mestre em Educação Especial (Educação do Indivíduo Especial) pela Universidade Federal de São Carlos (1984) e doutora em Psicologia Clínica pela Universidade de São Paulo (2000). Atualmente é professor colaborador do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da USP e professor assistente doutor da Unesp. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia do Desenvolvimento Humano, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento infantil, crianças contaminadas por chumbo, criança portadora de deficiência, violência sexual, avaliação psicológica, técnicas de exame psicológico, psicologia hospitalar, mães adolescentes, funcionamento e interações familiares.

Estudo sobre Cecília Meireles resgata expressão lírica feminina na América Latina

8 de novembro de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *