O livro expõe a trajetória de Stephen Gray (1666‑1736), cientista inglês que dedicou sua vida à Astronomia e à Física, especificamente na área da Eletricidade, e realizou uma série de experimentos que levaram a conclusões inéditas para a época.

Sua principal descoberta foi perceber que existem dois tipos de substâncias com propriedades elétricas muito distintas, hoje conhecidas como condutores e isolantes. A obra mostra que Gray foi o primeiro cientista da história a atribuir aos metais e outros condutores a propriedade de atrair corpos leves colocados em suas proximidades, fenômeno que  atualmente é conhecido como indução ou polarização elétrica. E também o pioneiro na criação de eletretos, substâncias que apresentam uma eletrização de longa duração, mostrando ainda como preservar temporalmente a eletrização dos corpos.

Os autores apresentam uma breve biografia do cientista Stephen Gray, que apesar de sua importância permanece bastante desconhecido dos pesquisadores contemporâneos, principalmente brasileiros, uma vez que seus escritos e experimentos carecem de divulgação no país.

Por conta dessa condição, a obra traz a tradução de seus dez artigos sobre eletricidade. Os  experimentos de Gray são contextualizados, ilustrados com figuras didáticas e explicados com base nos conhecimentos atuais da Física. O livro mostra também como reproduzir os  principais experimentos do cientista inglês com a utilização de materiais de baixo custo.

De acordo com os autores, com o objetivo de motivar outros cientistas a se aprofundarem nessas pesquisas e a desenvolverem a obra de Gray de forma que seja utilizada no ensino,  o livro busca “resgatar a memória desse grande pesquisador, que tinha um olhar afiado, era bastante preciso em suas explicações, criativo em suas ideias e muito claro em seus textos”.