Neste livro são analisados os valores que a forma verbal pretérito perfecto compuesto, o equivalente ao "pretérito perfeito composto" da língua portuguesa do Brasil, adquirem no espanhol falado na Argentina.
O estudo revela que, ao contrário do que apontam algumas pesquisas, os valores atribuídos ao pretérito perfecto compuesto não podem ser generalizados para todo o território, nem polarizados entre os verificados na capital argentina e em um genérico "norte do país".
Tomando por base 33 entrevistas radiofônicas de diversas regiões da Argentina obtidas na internet, Leandro Silveira de Araujo detectou sete valores atribuídos ao uso da forma verbal estudada. Ao verificar a existência de comportamentos relativamente semelhantes do uso do pretérito perfecto compuesto, o autor delimitou três macrorregiões, que mostram uma relação direta com o processo de colonização da Argentina.
O autor ainda discorre sobre temas como a dialetologia hispânica, sobre o qual discute a relevância do espaço para o estudo da língua, e as categorias verbais do tempus e aspecto nas línguas naturais, em especial em relação ao sistema castelhano.
Os resultados desse estudo, aponta o autor, devem auxiliar na divulgação de conteúdos linguísticos sobre as variedades do espanhol usado no cone sul-americano. "E, fundamentalmente, contribuir para a descrição mais clara de uma construção linguística que muitas vezes é vista como dificultosa na aprendizagem de língua espanhola por brasileiros".

Formatos

, ,

Ano

Dimensões

Páginas

Edição

ISBN

Autor

Leandro Araujo (Autor)

Coleções

PROPG