Nesta obra, o filósofo mexicano Armando Bartra propõe uma atualização do conceito de camponês, em consonância com as transformações ocorridas na sociedade capitalista. Porém, em vez de encampar as vozes que vaticinam a dissolução da classe camponesa em meio ao processo de modernização da agricultura, o autor analisa como o campesinato reage a esse novo cenário, renovando-se na sua recriação mediada por suas resistências e na subordinação ao capitalismo.

Com este livro, Bartra desafia os monopólios do saber e democratiza o conhecimento, construindo interpretações que nos aproximam dos camponeses e indígenas da A mérica Latina, tomando como base as experiências da América Central que liga mundos desiguais e tão próximos.

Formatos

Ano

Dimensões

Páginas

Edição

ISBN

Autor

Armando Bartra  Vergés (Autor)