Ver mais detalhes

Não é só a torcida organizada: o que os torcedores organizados têm a dizer sobre a violência no futebol

Este estudo inves­tigou o que os torcedores organizados teriam a dizer sobre a violência no futebol brasileiro, para depois inter­pretar tais discursos à luz do referencial teórico de Johan Galtung. Visando contribuir com o debate sobre a violência no futebol, nesta abordagem, optamos pelo viés da compreensão em lugar da visão estigmatizante e preconceituosa sobre o tema. Defendemos que reduzir a discussão da vio­lência no futebol meramente à ação das torcidas organizadas frag­menta a análise desse complexo fenômeno e se mostra improdutivo, pois a violência no futebol perpassa a organização, gestão e estrutura do futebol brasileiro, além dos episódios de violência física.