A árdua tarefa de viver a maternidade atrás das grades é o cerne da presente obra. Mediante o desrespeito às inúmeras formas de se constituir família, premente é o debate sobre os modos de sobrevivência das famílias monoparentais femininas cuja principal responsável encontra-se privada de liberdade.  Através da experiência vivida pelas reclusas da Cadeia Pública Feminina de Franca/SP, identificamos quem são estas mulheres, como vivem e onde e com quem estão seus filhos, evidenciando, assim, a sobrecarga de responsabilidades imposta às mães devido à irrefutável desigualdade de gênero. Com isto, visamos dar visibilidade às mulheres cujas grades da prisão cindam sua convivência familiar.

Formatos

, ,

Ano

Dimensões

Páginas

Edição

ISBN

Autor

Amanda Daniele Silva (Autor)

Coleções

PROPG