O tema deste livro é o processo de formação cultural dos jovens integrantes do assentamento Mário Lago, construído através da luta de famílias de trabalhadores que formam a base de mobilização do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, MST, no município de Ribeirão Preto-SP, auto-denominado "capital nacional do agronegócio", em razão de sua projeção nacional e internacional através do complexo de atividades econômicas vinculadas ao contexto da produção agro-industrial. A análise desenvolvida na obra pressupõe os jovens como sujeitos dos processos abertos pela luta política em torno da terra e interlocutores dos grupos com os quais convivem, configurando sua consciência perante o que experimentam no cotidiano. Além disso, identifica as referências ético-políticas construídas junto à comunidade e junto ao MST, os constrangimentos presentes em suas vidas, constituídos pelos limites objetivos e subjetivos da luta, bem como sua capacidade de projetar o futuro.

Formatos

,

Ano

Páginas

ISBN

Autor

Frederico Daia Firmiano (Autor)

Coleções

PROPG