Regular

Novas práticas em pesquisa sobre a linguagem: rompendo fronteiras

“Reúnem-se, nesta obra, resultados de investigações de linguistas brasileiros e estrangeiros sobre o tema “Novas práticas em pesquisas sobre linguagem:

Estágio supervisionado: prática simbólica e experiência inaugural da docência

Durante a realização dos estágios, as ações e a experiência na sala de aula ultrapassam a condição de atividade acadêmica

Projeto Açaí: uma contribuição à formação dos professores indígenas no estado de Rondônia

A educação escolar indígena e a formação de professores indígenas estão em pauta na obra Projeto Açaí: uma contribuição à

Tempo e Saberes: a constituição do professor experiente em Matemática

Intrigantemente esta obra trabalha com duas categorias – Tempo e saberes – numa tentativa de estudar as razões a que

Mídia-educação, cidadania hídrica e letramento mediado por tecnologias

O livro “Mídia-educação, cidadania hídrica e letramento hídrico mediado por tecnologias” inclui-se entre os resultados do projeto “Cidadania hídrica e

Semiótica e Comunicação: estudos sobre textos sincréticos

A semiótica francesa, originária dos princípios estruturalistas e sistematizada a partir dos trabalhos de A. J. Greimas, é erroneamente encarada

A interdisciplinaridade e a especificidade linguística: teorias e práticas

Os capítulos que constituem este livro retomam conferências realizadas durante o III e IV Seminários de Linguística da UNESP (SELIN),

Pesquisas em linguística no século XXI: perspectivas e desafios teóricos-metodológicos

Com o objetivo de promover o diálogo entre os participantes de dois programas de pós-graduação da UNESP (“Estudos Linguísticos”, do

Léxico em Cena: contribuições para os estudos lexicais

Este volume de nº 28 da Série Trilhas Linguísticas, uma publicação do Programa de Pós-graduação em Linguística e Língua Portuguesa

Léxico e suas Interfaces: descrição, reflexão e ensino

Léxico e suas Interfaces: descrição, reflexão e ensino” é uma coletânea de artigos apresentados no I CINELI – Congresso Internacional

Estado e mercado no Brasil contemporâneo: a produção de sentidos, a produção de alianças

O livro reúne artigos de alunos do mestrado e do doutorado da disciplina Sociologia Econômica, do Programa de Pós-Graduação em

1964 – 2014: Golpe Militar, História, Memória e Direitos Humanos

O ano de 2014 ficou marcado pela rememoração do período da ditadura civil-militar no Brasil, ocorrida de 1964 a 1985.

Livros

Conjuntura Ourinhos 2018

O conjunto de textos propõe a discussão de temas diversificados sobre Ourinhos e/ou sua Região de Governo, tais como as

Memória Ferroviária e Cultura do Trabalho

Balanços teóricos e metodologias de registro de bens ferroviários numa perspectiva multidisciplinar

Leitura, Literatura e Linguagens

 Há certa simbiose entre as noções de memória, escrita e mídia digital que convém não ignorar. São diálogos nessa direção que integram Leitura, literatura e linguagens: novas topografias textuais. Além dessa inquietação constante em relação aos novos caminhos da linguagem, tema reincidente das Jornadas Literárias na última década, a obra inspirou-se nas temáticas que nortearam o Seminário Internacional de Leitura, Literatura e Linguagens: novas topografias textuais, que se realizou no âmbito da 16ª Jornada Nacional da literatura, promovida pela Universidade de Passo Fundo (UPF) e pela Prefeitura de Passo Fundo em outubro de 2017.

Ensino Cristão

O Ensino Cristão foi impresso no ano de 1539 pelo editor Luís Rodrigues com o objetivo de oferecer ao fidalgo

Modernidade e Sintomas Contemporâneos na Educação

“Modernidade e Sintomas Contemporâneos na Educação – pretende frmar o pacto ontológico com a formação do ser social na perspectiva

A gramática e seu interfaceamento com os campos de atuação na comunidade

Esta obra reúne as apresentações dos participantes do Simpósio “A gramática e seu interfaceamento com os campos de atuação na comunidade”, desenvolvido como parte do V SIMELP (Simpósio Mundial de Estudos da Língua Portuguesa), realizado na Università del Salento, em Lecce, Itália, em outubro de 2015, sob a coordenação de Maria Helena de Moura Neves e Diana Luz Pessoa de Barros. Os trabalhos convergem para uma avaliação do papel e do sentido da gramática no conjunto das reflexões sobre a linguagem acionada nas línguas naturais, especificamente em língua portuguesa. Considera-se um interfaceamento da gramática da língua com os diversos campos de vivência linguística na comunidade: a política da língua, o funcionamento social da linguagem, a atividade criativa em linguagem, a descrição da língua, o ensino escolar. São quinze estudos, de autoria de dezessete estudiosos ligados a universidades do Brasil, de Portugal e da França.